Um espaço para mulheres refletirem sobre suas vivências

9.1.15

SEM RÓTULOS

Será que dá para começar do zero? Restartar completamente?
Mais um ano que começa e com ele ganhamos mais 365 oportunidades de recomeçarmos. Na verdade, nos são dadas muito mais chances do que isso. A cada dia, a cada hora, a cada minuto e em cada interação temos a possibilidade de experimentarmos o novo em nós e no outro.

Tenho aprendido a viver assim com a minha avó. Ela tem 88 anos e Alzheimer há mais de dez. Os médicos, quando fecharam seu diagnóstico, a deram poucos anos de vida; a doença avançava agressivamente, e eles projetaram que logo ela teria a vida de um vegetal. O fato é que nunca sabemos como ela estará: lúcida, consciente, desmemoriada, depressiva, agressiva, suicida, alegre ou um doce de tamanha amorosidade... Uma verdadeira caixa de surpresas. Hoje, ao falar com ela, me disse para viver a vida com auto-responsabilização. "A vida é sua, lembre-se disso", disse ela. Agradeci seu sábio conselho e minha mãe brincando a instigou: "Ah, mas a mãe ainda pode dar palpite, né?". Vovó rindo respondeu: "Isso ai é com você, coloque a mão na sua consciência e veja se ainda pode dar palpite!". A essa altura eu já estava às gargalhadas!!!! Hoje, naquele momento, ela estava lúcida, amorosa e alegre.

Por Camila Miranda
O ponto é que para vivermos o novo é preciso coragem e libertação. A coragem de se desapegar do que se é, coragem para fazer diferente, abrindo mão das crenças, rótulos e dos pré-julgamentos que temos do outro, de nós mesmos e do mundo, que com frequência carregamos por aí. "Ele é bagunceiro; ela tem Alzheimer; eu sou impaciente e a vida é dura..."

É preciso muita coragem para sair da zona de conforto e abrir mão do que se acredita para dar espaço para o diferente. É necessário fazer as pazes com o desconhecido. Ele é bagunceiro? Ela tem Alzheimer? Eu impaciente? Não sei... Estou hoje preferindo me manter flexível e aberta para poder ver como vai ser... a cada curva, a cada encontro, a cada hora, a cada dia. Assim, fica mais fácil darmos o nosso melhor, mantermos o otimismo e estarmos mais livres, presentes e abertos para todas as possibilidades. Sem rótulos. Sem expectativas. Sem desejos pré-concebidos.

Um bom recomeço para você. Feliz vida nova!






Nenhum comentário:

Postar um comentário